A Câmara de Portalegre aprovou por unanimidade, na reunião desta quarta-feira, dia 8, o projecto arquitectónico para a instalação de uma unidade hoteleira no icónico Convento de Santo António.

O projecto de requalificação e ampliação do histórico edifício, apresentado pela empresa Cipher Challenge Unipessoasl, Lda, prevê ali instalar um hotel de luxo.

Segundo avançou o vereador João Nuno Cardoso, que está a acompanhar o processo e deu a conhecer os pormenores do projecto, o futuro hotel vai ter cerca de 40 quartos em volta dos claustros, uma suíte de 120m2 com vista panorâmica para a cidade, uma zona de bar, uma piscina e ainda uma sala de eventos com 240 lugares. O futuro hotel terá ainda um parque de estacionamento com 11 lugares.

De acordo com o vereador, a conservação do património existente no Convento é uma das preocupações dos investidores, nomeadamente das peças escultóricas existentes.

Recorde-se que o edifício e área adjacente ao Convento de Santo António, foi vendido no âmbito de um processo de insolvência, segundo avançou o nosso jornal em primeira mão.

Com arquitectura renascentista, o primitivo Convento de Santo António da Ordem de São Francisco, masculino, foi fundado em 1522, e em 1570 foi construído o edifício actual nos Cidrais, em terrenos oferecidos por D. André de Noronha, Bispo de Portalegre. A fachada apresenta uma escultura setecentista em barro policromado de Santo António com o menino. A igreja do Convento possuía três altares, nomeadamente Santo António, Senhora da Piedade e Senhora do Carmo, destacando-se uma capela lateral com um conjunto escultórico de interesse iconográfico.

Ao longo dos séculos o edifício mudou de proprietários diversas vezes, tendo ali funcionado fábricas de transformação de têxteis, um asilo-escola para rapazes, o Colégio Diocesano e, mais recentemente, o Centro de Saúde Mental, que foi, há cerca de uma década, transferido para o Hospital de Portalegre.

Desde então que o Convento de Santo António não é utilizado, tendo sido, por diversas vezes, alvo de actos de vandalismo, e a sua venda foi por várias vezes anunciada.

Mais Notícias